Alergia à maquiagem e produtos cosméticos

alergia a maquiagem

A maquiagem transformou-se em um complemento fundamental para as ocasiões especiais, como encontros, entrevistas de trabalho ou eventos sociais. Tanto que, atualmente, é estranho comparecer a alguma festa sem se maquiar, mesmo sabendo que o natural está na moda.

Entretanto, muitas mulheres sofrem com um problema que as obriga a ficar longe destes produtos e de todos os seus benefícios: a alergia a cosméticos.

Alertas que devem ser considerados:

 

Vermelhidão e inflamações: estes dois sintomas são os primeiros que indicam alergia a cosméticos. Ambos mostram uma leve reação que pode preceder algo muito maior. Geralmente, ocorrem após a aplicação de perfumes, mas também podem ter origem com qualquer outro produto cosmético.

Irritação na pele e nos olhos: a irritação na pele é importante. Entretanto, problemas nos olhos após a aplicação de lápis, delineador ou rímel podem ser muito perigosos. Os sintomas são ardência forte, vermelhidão e lacrimejamento.

Surgimento de espinhas: este sintoma costuma surgir em decorrência da aplicação de bases no rosto ou cremes. Embora possa parecer acne, a verdade é que as espinhas são diferentes: muito menores, em maior quantidade e causam ardência ao passar a mão.

Alergia à maquiagem

Descamação, ressecamento e coceira: estes três sinais geralmente aparecem em conjunto e determinam que a alergia a algum produto causou uma dermatite. Neste caso, procure um médico de sua confiança que possa receitar um tratamento para resolver o problema de pele.

Queimaduras: aparecem com menor frequência, especialmente no verão. Um exemplo é uma leve irritação que piora após a exposição ao sol.

Incômodos: às vezes, não exibem nenhum dos sintomas mencionados. Contudo, coceiras, olhos secos ou um simples mal-estar podem indicar que o produto utilizado causou um problema na pele.

Conselhos para evitar alergias à maquiagem:

Aplique água fria na região e deixe a pele descansar. Caso perceba algum dos sintomas mencionados anteriormente, aplique água fria diversas vezes por dia e não utilize nenhum produto até ter certeza absoluta sobre a causa do problema. Se notar que pode ser algo mais grave, procure um médico de sua confiança.

Interrompa o uso dos produtos que causaram a reação. Este é o primeiro passo: parar de usar e verificar os ingredientes dos cosméticos que originaram a alergia. Assim, será possível descobrir a que componente você é alérgica.

Utilize cosméticos hipoalergênicos. Substâncias propensas a causar irritações e alérgenos conhecidos foram eliminados da composição desses produtos durante a fabricação. O índice de reações alérgicas desses cosméticos é muito baixo, porém, isto não significa que não causem problemas. Os sintomas podem surgir em virtude de qualquer um dos outros ingredientes, até mesmo dos inofensivos. Por isso, o melhor que você pode fazer é evitá-los ao máximo para não haver possíveis complicações.

Consulte um dermatologista. Caso seu problema não seja resolvido por meio do uso de produtos especiais, é melhor ir ao dermatologista. O profissional poderá ajudar a combater os sintomas e oferecerá mais detalhes sobre a condição. Em certos casos, o médico poderá até mesmo receitar um medicamento manipulado, fabricado especialmente para você.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *