George Clooney: “A paternidade me fez muito mais velho”

clooney-amal

O ator confessa em uma entrevista que a melhor hora é quando tem que cuidar dos seus filhos recém-nascidos.

Será um outono cheio de emoção para George Clooney, mas o que ele não pode reclamar é da companhia.

O ator deu as boas vindas ao mundo há algumas semanas aos seus dois filhos, Ella e Alexander, que compartilha com a advogada e ativista Amal Clooney. Atualmente estão em Veneza, onde celebraram seu casamento de quase três anos. George está apresentando na Itália seu novo filme como diretor, Suburbicon, estrelado pelo seu amigo Matt Damon.

“Matt é o melhor ator com quem já trabalhei”, disse o ator em entrevista ao Entertainment Tonight. Na verdade, não conheço nenhum ator melhor do que ele”. De acordo com Damon, os dois têm uma boa dinâmica que facilita as filmagens. “[Clooney] me dá instruções no cotidiano”, disse o protagonista do Suburbicon, embora George considere o contrário: “Agora que eu tenho filhos, Matt é quem me dá instruções“!

Para Damon é difícil se colocar no lugar do companheiro: “Toda vez que um dos meus filhos nasceu, eu dizia a minha esposa: “Não consigo imaginar o que seria ter dois deles ao mesmo tempo”. Não tenho ideia de como ele está fazendo. É uma loucura”. Claro, Damon ainda acredita, como ele confessou em outra entrevista com ET, que Clooney será um desastre e que Amal terá que cuidar de tudo. “É verdade. Ele me pegou. Eu sou um desastre”, disse Clooney”. Mas [Amal] é como uma atleta olímpica. Tem dois filhos, dá os peitos sem parar. Eu sou muito bom, a propósito, na mudança de fraldas”.

“Esta é uma aventura totalmente nova para mim, mas vivi com todos os meus amigos, então não é realmente uma surpresa”. [A paternidade] me fez muito mais velho, não muda radicalmente, mas estou ansioso para ver como serão essas duas pessoas na vida. Estou muito orgulhoso de ser [pai]. Me sinto honrado de fazer parte disso”.

Clooney confessou que nunca acreditava que chegaria a esse ponto. “Honestamente, nunca pensei em acabar casado e com dois filhos! O mundo muda! Adoro morar [em Veneza]. É uma cidade mágica e improvável”. Agora só falta ver como a crítica recebe seu novo longa-metragem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *