Top 10 no Miss Universo, Monalysa Alcântara mostrou a beleza da brasilidade

miss brasil

Com apenas 18 anos, Monalysa Alcântara teve uma grande responsabilidade em suas costas: representar o Brasil no concurso Miss Universo, realizado em Las Vegas, Estados Unidos. E pode-se dizer tranquilamente que ela tirou de letra esse peso, com uma bela performance que garantiu a ela presença entre as 10 finalistas, sendo eliminada na passagem para as cinco finalistas do concurso. A campeã foi a sul-africana Demi-Leigh Nel-Peters.

Monalysa pode se considerar uma vitoriosa por sua rápida e meteórica trajetória. Apenas dois anos atrás ela era eleita a Miss Piauí Teen e no ano seguinte pode retirar o Teen do nome com sua escolha para Miss do seu estado natal no belo nordeste brasileiro e concorreu ao Miss Brasil.

A vitória na competição nacional, que foi realizada na cidade de Ilhabela, de certa forma foi uma surpresa porque Monalysa ainda tinha a idade mínima para disputar. Mas logo em seu primeiro ano possível, ela teve a honra de ser a Miss Brasil, seguindo os passos de Natália Guimarães, Vera Fisher e Martha Rocha, a primeira Miss Brasil em 1954 e segunda colocada no Miss Universo do mesmo ano.

monalysa alcantara

E é fácil explicar a razão para isso. Além de linda, a modelo piauiense tem uma bela história de vida: seu pai morreu quando ela era uma criança e sua mãe proveu para a família, com a ajuda da avó de Monalysa também. De criação modesta, ela ascendeu com a oportunidade de ser modelo e mostrou sua consciência, inteligência e desinibição no concurso, conquistando os jurados, públicos e até suas concorrentes.

Negra, ela própria se declara como mestiça e se orgulha dessa mistura tão comum no Brasil e que gera uma beleza e cultura próprias. E com Monalysa, os traços  ficam ainda mais bonitos.

A preparação para o Miss Universo foi árdua, ficando longe de família e amigos, e exigiu que ela alcançasse outro nível mental e físico. Mas o que todos viram no concurso foi uma Monalysa tranquila, feliz e relaxada. E isso é algo que impressiona todos os envolvidos, inclusive quem decide o futuro da competição. O único momento de maior apreensão foi quando ela entrou com o vestido desenhado por Gloria Coelho, de tule, cetim de seda e cinco mil cristais Swarowski. Ela teve um pouco de dificuldade de andar e admitiu isso, argumentando que a peça enroscou nas pernas. Mas ao contrário da histeria das redes sociais sobre o vestido e como ele prejudicou a brasileira, ela desconsiderou essa opinião. Até porque chegar entre as top 10 não é algo fácil: de 2014 a 2016, as concorrentes brasileiras chegaram à semifinal assim como Monalysa, mas elas incluíam mais participantes, de 13 a 15. E ali estão 92 das mulheres mais bonitas do mundo, todas elas com seu charme, beleza e simpatia.

Com certeza os brasileiros podem se orgulhar que no Miss Universo 2017, o Brasil foi representado por uma mulher que representa o que somos: charme, simpatia, beleza, origens e ainda fez um excelente papel perante o mundo todo. Monalysa está, definitivamente, de parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *